Musgos

Os musgos cujo nome científico é Bryophyta sensu stricto pertencem ao grupo das briófitas por serem desprovidos de vasos de condução e tecidos. São constituídos por cauloides, rizoides e filoides. São plantas criptógamas, isto é, que possuem o órgão reprodutor escondido, ou que não possuem flores e nem sementes.

Preferem viver em lugares úmidos, são dependentes da água para a reprodução, cuja fase dominante é a gametofítica, e preferem lugares com sombra umbrófitas. Geralmente atingem poucos centímetros de altura justamente por não possuírem vasos de condução de seiva.

Reprodução dos musgos

musgos, musgos caracteristicas, briofitas, musgos reprodução, musgos hepáticas e antóceros, musgos briofitas, musgos e liquens, musgos e samambaias

fonte imagem: odified from original drawings by Ivy Livingstone. © 1997 BIODIDAC Modified from original drawings by Ivy Livingstone.

Os musgos apresentam características de plantas somente masculinas e somente femininas, não distinguíveis, que crescem em grande número, lado a lado, forrando o solo úmido das florestas e em todo lugar inimaginável.

A fecundação do musgo ocorre quando a água das chuvas cai sobre as plantas masculinas e lança para o ar gotículas de água com os gametas masculinos, que caem sobre a ponta das plantas femininas. Em cada planta feminina, basta um zigoto para produzir um longo filamento, que tem na ponta uma grande cápsula ovalada. Com a abertura dessa cápsula, milhares de esporos caem no solo, germinam e dão origem a novas plantas.

Musgos Importância

Os musgos apresentam grande importância para o equilíbrio dos ecossistemas, além de reduzirem o processo erosivo dos solos, atuam como reservatórios de água e nutrientes para as plantas, impedem o ressecamento da terra etc. Também oferecem abrigo a microorganismos e são viveiros para outras plantas em processo de sucessão e regeneração.

Consultas: infoescola wikihow tolweb.org